quinta-feira, 24 de maio de 2012

Os sete dons do Espírito Santo - Explicação e Dinâmica





         Na convivência com as pessoas, percebemos que cada uma possui qualidades, dons próprios, característicos, e que, somando tudo, resulta uma riqueza imensa.
          É o próprio Espírito de Deus que distribui a cada um(a) os seus dons, segundo seu consentimento: nem todos têm de fazer tudo, mas um(a) precisa fazer a sua parte. Os dons são tão diversos como são as pessoas.
           Nos caminhos e descaminhos da vida, cada pessoa vai descobrindo suas possibilidades e capacidades pessoais. É preciso que cada um saiba ousar, mesmo encontrando dificuldades. Importa ter coragem, fincar o pé e buscar sempre. A busca pertence a cada pessoa e faz da história de fé para com Deus.


TODOS OS DONS SÃO PRESENTES DE DEUS

        Quando nos referimos ao Espírito Santo sempre tomamos como referência os sete dons: sabedoria, inteligência, conselho, ciência, fortaleza, piedade e temor de Deus.
         Eles são inspirados no texto do profeta Isaías (11, 2-3). O Novo Testamento assume esta profecia na pessoa de Jesus Cristo, o Messias prometido. Ele seria possuído pelo Espírito de Deus e a partir de sua força, praticará um reinado alicerçado na justiça e na paz, conforme os dons recebidos.
         O número sete no contexto bíblico. Significa universidade, totalidade, perfeição. Os dons do Espírito são inúmeros, portanto, ao falar em sete, podemos dizer que recebemos todos os seus dons.
         São Paulo, em Gálatas 5, 22-23, fala nos "frutos do Espírito: amor, alegria, paz, paciência, bondade, benevolência, fé, mansidão e domínio de si". Estes frutos provêm de um projeto de vida que todo cristão é chamado a perfazer. Isto não significa que os teremos de uma hora para outra.
         Mas, a vida do cristão é um constante converter-se ao crescimento da fé, e um comprometimento para gerar estes frutos na convivência do dia-a-dia.
          Podemos dizer que os "dons são qualidades dadas por Deus que capacitam o ser humano para seguir com gosto e facilidade os impulsos divinos, para tomar a decisão acertada em situações obscuras e para reprimir as forças do orgulho, do egoísmo e da preguiça, que se opõem à graça de Deus".


OS SETE DONS E SEU SIGNIFICADO

            Vivemos um tempo de grande riqueza em nossa Igreja. Quantos jovens e adultos fazem as comunidades, as famílias saírem de sua passividade e acomodação para tomarem seus membros sujeitos da própria historia através da partilha de seus dons.
             Estes dons se transformam em fraternidade, solidariedade, justiça. Através de uma vivência comunitária nos grupos de reflexão, grupos de oração, estudo bíblico ... criam-se práticas sociais e maior consciência de cidadania.
             Os sete dons: Sabedoria, inteligência, ciência, conselho, fortaleza, piedade e temor de Deus ajudam a entender os planos de Deus na vida de cada cristão. Mas, também, capacitam para superar o perigo da indiferença e do medo, para amar a Deus como Pai. Estes dons, ainda, empenham os cristãos na luta por um mundo mais justo e humano e para perseverar na fé e na esperança, mesmo em meio aos desafios e dificuldades.
             Eles resumem toda a ação do Espírito Santo nas pessoas.
             Os dons doados pelo Espírito de Deus não tornam as pessoas passivas, inertes, acomodadas. Mas, pelo contrário, o cristão que toma consciência de que está imbuído por seus dons, transforma sua vivência.
             Um cristão crismado que não ajuda a transformar, a mudar a sociedade em que vive, certamente engavetou seus dons.

DINÂMICA
- Recortar um pequeno coração.
- Cada participante escreverá nos dois lados do coração uma qualidade ou dom que possui.
- Responder individualmente:
De onde provêm estes dons?
Para que servem estes dons em minha vida?
Eu os coloco a serviço de quem?
Como os faço frutificar?
- Partilhar com alguém as perguntas.
- Colar os corações num papelógrafo e perceber a riqueza que somos no conjunto dos dons recebidos.
- Os dons, só para si, pouco significam.
- Mas quando partilhados, significam riqueza multiplicada.



Fonte: Ir. Marlene Bertoldi - http://www.pime.org.br/catequese/cateqmjdinsete.htm
Bibliografia:
Secretariado Regional Sul II, Espiritualidade do Catequista.
CODINA, Victor, IRARRAZAVAL, Diego. Sacramentos de Iniciação, Vozes, Petrópolis.



5 comentários:

  1. GOSTARIA DE PARABENIZAR A TODOS QUE DIRETA OU INDIRETAMENTE AJUDARAM A POSTAR ESSE MATERIAL, MUITO RICO,DINÂMICO E LÚDICO. NOS AJUDA A DIVULGA A PALAVRA DO SENHOR PARA AS CRIANÇAS. QUE DEUS ABENÇOE A TODOS VOCÊS!!

    ResponderExcluir
  2. GOSTEI MUITO DO CONTEÚDO ME AJUDO MUITO COM MINHA TURMA DE CATEQUIZANDO NÓS CATEQUISTAS PRECISAMOS DE MAIS SITES ASSIM PARA NOS AJUDAR COM NOSSOS JOVENS.
    DEUS ABEMÇÕE A TODOS.

    ResponderExcluir
  3. Passei aqui só para parabenizar o site. É muito bom e a gente percebe o zelo a ele dedicado, tudo muito mimoso e bem feito. Parabéns! E obrigada!

    ResponderExcluir
  4. quero dar parabéns pra essa equipe, que divulgou o trabalho gostei muito do conteúdo....

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, a equipe q partilhou conosco. Lendo, me sentir flutuando.
    Gostei mtoo.

    ResponderExcluir

O material aqui postado é elaborado por mim com material retirado da Internet ou enviado por e-mail . Caso você seja proprietário de alguma imagem, texto ou material e quer retirá-lo ou divulgar seu nome, por favor, entre em contato por e-mail . Terei o maior prazer em divulgar o seu material ou trabalho! e-mail: lay.mbispo@gmail.com Que o amor de Jesus Cristo esteja sempre com vocês!