quarta-feira, 11 de abril de 2012

As Bem-Aventuranças - A Páscoa de Cristo

Preparando o ambiente: Escreva no quadro perguntas sobre a atitude de Jesus diante da fome, doença, discriminação, exploração...

Oração Inicial: Reze pausadamente o Pai-Nosso e depois comente sobre a parte que as crianças mais gostaram e por quê.

Motivação:

Leitura Bíblica: Mt, 5-1-12.

Ajude os catequizandos a compreender a prática libertadora de Jesus em seu tempo. Converse com elas sobre a diferença entre as bem-aventuranças do Reino e as do mundo, questionando-as por que esse modo de agir suscitava perseguição contra Jesus, especialmente da classe religiosa e dos romanos.

Colocação do Tema:

       Todo ser humano anseia ser feliz. Vive buscando a felicidade, porque deseja encontrar-se comigo mesmo. As bem-aventuranças indicam-nos o caminho da verdadeira realização humana. São eixo da pregação de Jesus, caracterizam a autêntica vida cristã e desvendam ao ser humano o fim último do seu agir: a bem-aventurança eterna (CIC n.359).

       O caminho da vida de Jesus contraria frontalmente os ideias de sucesso e de felicidade apregoados pelo mundo que são corroidos pela traça e pelo caruncho (Mt 6,19). A lei do mundo valoriza a grandeza, o poderm a fama e exclui o pobre. Os ricos e os poderosos são exaltados, por isso, na maioria das vezes, suas obras trazem o selo da ganância, da vaidade e da soberba, fruto do pecado. São bem-aventurados os que têm muito dinheiro, alcançaram a fama e possuem belo aspecto corporal etc.

       Jesus não exclui ninguém do banquete da vida, segue a lógica da inclusão, privilegiando as relações humanas de justiça, de valorização da pessoa, de serviço e doação ao outro, que é considerado irmão e não concorrente. Por isso são bem-aventurados os pobres, porque deles é o Reino de Deus, ou aqueles que agora têm fome, porque serão saciados (Lc 6,20.21a).

       As atitudes de Jesus favorecem os mais pobres e exigem mudanças na maneira de organizar a sociedade. Ele tem consciência de que as novas relações estabelecidas pelo Reino propõem um novo modelo de sociedade, mais igualitária, fraterna e solidária. Sabe que isso desperta o rancor e a perseguição das autoridades políticas e religiosas que não querem mudanças.

       Daí, a grande bem-aventurança que resume as demais: Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus (Mt 5,10). O confronto com as autoridades, motivado pelas atitudes de Jesus em favor dos deserdados deste mundo, o levaria a ser condenado a morrer na cruz.

Agir transformador:

Peça aos catequizandos que respondam às seguintes questões:
1- No seu tempo, Jesus estava preocupado em tornar-se famoso?
2- Quais as pessoas que ele mais defendia?
3- No seu modo de agir, o que ele mais valorizava?
4- Por que foi perseguido?

Dinâmica:

Cada catequizando escolhe uma palavra que se relaciona com as bem-aventuranças (Amor - Paz - Bondade - Solidariedade - Partilha - Amizade - Fé - Humildade - Jesus etc) e faz uma oração.

Fonte: Encontro extraído do livro Iniciação à Eucaristia, NUCAP - Núcleo de Catequese Paulinas, Ed. Paulinas.


3 comentários:

  1. Oi Layse,passando para desejar uma santa e abençoada Páscoa e dizer que tem selinho lá no blog para você ,beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Layse!
    O seu blog está de parabéns!
    Abraço Fraterno!

    ResponderExcluir
  3. Muito boa essa maneira de falar das Bens Aventuranças..

    ResponderExcluir

O material aqui postado é elaborado por mim com material retirado da Internet ou enviado por e-mail . Caso você seja proprietário de alguma imagem, texto ou material e quer retirá-lo ou divulgar seu nome, por favor, entre em contato por e-mail . Terei o maior prazer em divulgar o seu material ou trabalho! e-mail: lay.mbispo@gmail.com Que o amor de Jesus Cristo esteja sempre com vocês!