segunda-feira, 19 de março de 2012

Dicas para você contar histórias 1 - Elementos essenciais de uma história

Olá Pessoal! Como estão?

    Esta semana postarei algumas dicas para auxiliá-los a interagir com as crianças e/ou adolescentes através das histórias.
    Contar uma história não é algo simples... Não se pode contar uma história de qualquer jeito. Para se prender a atenção dos espectadores e fazer com que eles compreendam e tirem uma lição ou experiência da história torna-se necessário obter algumas habilidades...
     Então para ajudá-los no processo de contagem de histórias, postarei aqui trechos do livro "Dinâmicas para Contar Histórias" do Rogério Bellini, Editora Paulinas.

     Vamos nos preparar? "Se aí que lá vem a história..."

1 - Elementos essenciais de uma história

Introdução

    É formada pelo bloco inicial da história, ou seja, parte preparatória que tem por objetivo: localizar o enredo da história no tempo e no espaço; apresentar os principais personagens da história e caracterizá-los.

   Exemplo: " Entrada de Jesus em Jerusalém" (Mt 21,1-11)

     No tempo em que Jesus caminhava em Israel, aproximou-se, com seus discípulos, de Jerusalém, a capital do país. Vinham de Jericó, onde havia curado dois cegos que estavam sentados à beira do caminho.

Enredo

    É a sucessão de episódios que constituem a história, os conflitos que surgem e a ação dos personagens. É o corpo da narrativa e apresenta uma sequência ordenada, de modo a orientar o ouvinte e facilitar a tarefa do narrador. O enredo é parte essencial da narrativa.

     Antes de entrar na cidade, Jesus enviou dois de seus discípulos, dizendo-lhes: "Vão à aldeia que está adiante. Vocês encontrarão uma jumenta amarrada e, com ela, um jumentinho.Desamarrem os animais e tragam aqui. Se alguém perguntar qualquer coisa, dizendo que o Senhor precisa deles e sem demora os devolverá".

Ponto Culminante

     É quanto o enredo da história atinge o máximo de intensidade. Uma boa narrativa, com enredo bem imaginado, deve apresentar pontos de "suspense", isto é, fatos emocionantes.

     Os discípulos foram e fizeram o que Jesus mandou: trouxeram a jumenta e o jumentinho, puseram seus mantos em cima e fizeram Jesus montar. A multidão estendia os mantos pelos caminhos, cortava ramos de árvores e os espalhava pela estrada. E todos os que andavam a frente de Jesus e os que seguiam atrás, aclamavam: "Hosana ao Filho de Davi!".
     Quando Jesus entrou em Jerusalém, toda a cidade ficou alvoroçada, perguntando: "Quem é este homem?". A multidão respondia: É Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia!".

Desfecho

     O desenlace final da história, isto é, a conclusão dos fatos nela apresentados, chama-se desfecho. Nos contos tradicionais é uma frase conclusiva, que deve ser curta e satisfatória. O conto de fadas e as histórias da carochinha, que são clássicas, terminam em geral assim: "Casaram-se e viveram felizes para sempre!" Nas histórias bíblicas o desfecho é uma conclusão que pode estar no próprio texto ou que é interpretada por quem conta a história, como esta:

     A multidão reconheceu e acolheu Jesus em sua entrada em Jerusalém. Mal sabia ela, que aquele homem iria sofrer e morrer, condenado pelo próprio povo, mas que iria ressuscitar para ser, finalmente, aclamado por toda a Terra e pelos Céus, por toda a eternidade!
     É Jesus, nosso Deus Salvador!
     Foi assim que Mateus escreveu.


Um forte abraço,
Layse



Um comentário:

O material aqui postado é elaborado por mim com material retirado da Internet ou enviado por e-mail . Caso você seja proprietário de alguma imagem, texto ou material e quer retirá-lo ou divulgar seu nome, por favor, entre em contato por e-mail . Terei o maior prazer em divulgar o seu material ou trabalho! e-mail: lay.mbispo@gmail.com Que o amor de Jesus Cristo esteja sempre com vocês!